sábado, 12 de janeiro de 2019

Aperipê FM lança o programa CONFRARIA, com Ricardo Gama


Publicado originalmente no site Aperipê, em 03/01/2019

Aperipê FM lança o programa CONFRARIA, com Ricardo Gama

Novo Programa

A Fundação Aperipê, através da Rádio Aperipê FM 104.9, lançará, no próximo dia 14, o CONFRARIA, um programa que entrará no AR de segunda a sexta, das 22h às 24h e traz de volta aos nossos microfones, o querido apresentador Ricardo Gama. Com um formato dinâmico e cultural que tem tudo a ver com o público da Fundap, o CONFRARIA vai trazer muita música de qualidade, além de papos com artistas, profissionais e personalidades do cenário cultural.

Em entrevista, o apresentador contou todos os detalhes desse novo desafio. Confira.

Sobre o tempo de reflexão

“Aproveitei esse tempo, afastado dos microfones da Rádio Aperipê, para refletir e planejar o novo programa. Foi um momento importante para mim, quanto profissional, que só ajudou nas novas ideias e criação”.

Ideia do CONFRARIA

“A ideia principal do Programa CONFRARIA é congregar e procurar destacar mais as nossas semelhanças humanas do que as diferenças. Tenho observado que ultimamente vêm aumentando o número de movimentos que buscam respeitar as diferenças entre as pessoas e diminuindo o sentindo de identidade, de irmandade. Foi refletindo através dessas observações que pensei no real sentido da palavra CONFRARIA e o que ele traz, em termos de integração entre os seres humanos e suas semelhanças, mesmo sabendo que também somos formados pelas nossas singularidades e especificidades”.

Interatividade

“Pensei no nome CONFRARIA, que tem tudo a ver com a ideia de bem estar, de um programa com conversas, músicas e temas interessantes, para que aumente, ainda mais, a participação dos ouvintes, através das redes sociais. É uma ideia de agregar e ter amizades com artistas, historiadores, ou uma personalidade que venha falar de uma passagem importante na vida. Tudo sempre com um tom de irmandade e coloquialismo nessas conversas, sem diferenças entre as pessoas, mantendo uma forma horizontal e linear. Vamos nos valer de tudo de bom para que seja realizado um trabalho no qual as pessoas possam se manter fiéis porque se identificam com o que ouvem. Essa fidelidade vai ser cultivada com tudo que dê ideia de mundo, com um toque meio espiritual. O CONFRARIA não chega para ser executado como uma tarefa de comunicação simplesmente”.

SERVIÇO:
O que? Lançamento do programa CONFRARIA.
Onde? Na Rádio Aperipê FM 104.9.
Quando? De segunda a sexta, das 22h às 24h.
Quem apresenta? O radialista, Ricardo Gama.

Matéria: ASCOM

Texto e imagem reproduzidos do site: aperipe.com.br

Radialista Otacílio Leite, diretor das rádios Aperipê AM e FM


Estreia programa CBN ARACAJU SEGUNDA EDIÇÃO (Local)

Estreia programa 
CBN ARACAJU SEGUNDA EDIÇÃO (Local)
dia 14 (segunda-feira), à partir da 14h30, 
na rádio CBN Aracaju 90,5 FM

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Mesa de áudio da Rádio Aperipê FM 104,9 Aracaju

Radialista Ricardo Gama, no controle das carrapetas

Estúdio da Rádio Aperipê FM 104,9 Aracaju
Fotos reproduzidas do Facebook/Mural Aperipê 

Programa MURAL, com Tanit Bezerra, na Aperipê FM

Clique para ampliar


Imagens reproduzidas do Facebook/Mural Aperipê

Jornal Nova Manhã, na rádio Nova Brasil FM 93.5 ARACAJU

 André Barros, na apresentação do Jornal Nova Manhã

 Priscila Andrade e André Barros, 
nos estúdios da rádio Nova Brasil FM  93.5 Aracaju



Fotos reproduzidas do instagram/jornalistaandrebarros

Novos estúdios da Rádio Jornal FM 91,3 ARACAJU

 Toni Xocolate e Carlos Magalhães

 Carlos Magalhães, Augusto Júnior e Fábio Rivera

Toni Xocolate no estúdio da nova rádio Jornal FM 
Fotos reproduzidas do Facebook/Toni Xocolate Toni Xocolate

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Gilmar Carvalho e o rádio sergipano atual

Imagem extraída do youtube e postada pelo blog,
 para ilustrar o presente artigo

Texto publicado originalmente no site JLPolítica, em 02/01/2019

Rádio sergipano enfrenta um balé de novas parcerias e muda muita coisa no mercado

Gilmar Carvalho: fica só na TV. Mais atenção ao mandato

A partir desse começo deste mês de janeiro de 2019, o sistema de radiocomunicação no Estado de Sergipe sofre uma profunda mudança, com muitas emissoras mudando de parcerias e de grupos nacionais nos quais estão inseridos há algum tempo.

Quer um exemplo? A Jovem Pan, de Lomes Nascimento, muda de franquia e passa a ser uma espécie de afiliada da Rádio Globo, do grupo dos irmãos Marinho, da mesma cepa da Rede de Televisão.

Outro exemplo? A Mix FM, franquia onde se guardou a Atalaia FM, do Sistema Atalaia de Comunicação, de Walter Franco, entrou no ar hoje, 2 de janeiro, já com a Nova Brasil.

Aqui, a mudança não será só nisso. Os negócios radiofônicos de Walter Franco sob a Nova Brasil não terão mais a participação do radialista Gilmar Carvalho.

Este vai ser substituído no rádio pelo radialista André Barros, que já esteve na família Atalaia há algum tempo. Começa na segunda-feira, dia 7. Gilmar permanece, no entanto, com seu programa da TV Atalaia, afiliada da Record.

Velhinho e cansado, ficar fora do rádio foi uma opção pessoal de Gilmar Carvalho, para poder dar mais tempo e atenção ao seu mandato de deputado estadual reconquistado com uma votação surpreendente - 34.160 votos - ano passado, depois de tanto bater a testa contra muro. A TV vai suprir a necessidade de mídia que ele tem enquanto homem de comunicação.

Mas tem mais novidade: o Grupo Xodó, com sete emissoras de rádio no Estado, assumirá a bandeira da Mix que a Atalaia desasteou.

Quer mais? A velha e cansada Rádio Liberdade AM vai virar a Liberdade FM, sob o comando de José Antônio, do Grupo Torre, e a chancela da programação da Rádio Bandeirantes, de São Paulo. Aliás, pela Torre, já está no ar, a TV Liberdade.

Esta não é mais novidade, mas vale pela data: no dia 10 de janeiro, a antiga Rádio Jornal AM, pelas mãos da dupla pai e filho José Arinaldo de Oliveira, entra definitivamente no ar como FM em cadeia estadual com a FM Educadora de Frei Paulo.

*******************************************************************

Texto publicado originalmente no site JLPolítica, em 03/01/2019

Gilmar Carvalho nega estar deixando o rádio. “Analiso quatro propostas”, avisa

Gilmar Carvalho: na TV, mais atenção ao mandato, mas sem deixar rádio

O radialista, jornalista e deputado estadual Gilmar Carvalho nega a informação dada por esta Coluna Aparte de que, por escolha, preferiu ficar fora do rádio este ano, optando apenas pela TV Atalaia nesta migração da programação da rádio Mix para a Nova Brasil.

“Amigo, não decidi sair do rádio. Analiso quatro propostas”, disse ele a autor desta Coluna numa mensagem por WhatsApp nesta quinta, 3 de janeiro. “Uma fonte perto de você me disse que você iria ficar com a TV e cuidar mais do mandato”, contrapôs a Coluna.

“Sobre a TV e o mandato, é uma verdade. Mas analiso propostas de rádios. Entendo a sua informação. Sou do meio, mas a verdade é que estou analisando as propostas. Não estou nem desmentindo”, ponderou o comunicador e político.

A informação que fazia referências a Gilmar Carvalho vai além da questão Mix, Rádio Atalaia e Nova Brasil. Ela veio embutido na nota “Rádio sergipano enfrenta um balé de novas parcerias e muda muita coisa no mercado”, que traz diversos informes sobre comunicação radiofônica.

Não constava da nota, mas depois da sua publicação veio de Estância a informação de que a família Leite - Jorge e Ivan Leite - estaria em fase experimental da elevação de AM Esperança para FM da Rádio Esperança, de propriedade dela.

Textos reproduzidos do site: jlpolitica.com.br

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Chega em Aracaju a Rádio NOVA BRASIL FM


Texto publicado originalmente no site A8/SE., em 21/12/2018

Aonde a NOVA te leva?

Novas experiências sempre contam para dar um frescor na vida e voltar a olhar as coisas rotineiras sob uma nova perspectiva, por isso, chega em Aracaju a Rádio NOVA BRASIL FM, um veículo dedicado ao incentivo à música popular brasileira, que apoia artistas consagrados através da abertura de espaços para novos talentos. Uma emissora adulta contemporânea, com uma programação dedicada a notícias do dia a dia e o melhor da Moderna MPB.

Nesse ensejo, a partir do dia 02/01/2019, passa a integrar ao Sistema Atalaia de Comunicação. Deixe esta Nova frequência entrar em sua vida e entre em sintonia com um conteúdo que acompanha as inovações e mudanças do mercado sempre com qualidade e informação. Sintonize a 93.5 FM e venha com a gente nesta Nova Experiência.

Fonte: Com informações da Vc Vahle

Texto reproduzido do site: a8se.com

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

'Esse Gato Ninguém Segura' - 45 anos de "O Pulo do Gato"

Esse Gato Ninguém Segura chega às bancas do país. 
Escrito pelo jornalista Claudio Junqueira, 
livro conta curiosidades de ‘O Pulo do Gato’. 
Programa apresentado por José Paulo de Andrade
está há 45 anos na grade da Rádio Bandeirantes. 
(twitter.com/@Escritor4)

Um belo dia, ao pensar sobre a dissertação, veio o insight: que tal resgatar a memória d’O Pulo e passar a limpo essa história tão rica para a Rádio Bandeirantes e para São Paulo? Levei a empreitada adiante: falei com o Zé Paulo, que gostou e apoiou a iniciativa; com o então diretor de Jornalismo da Bandeirantes, José Carlos Carboni, infelizmente já não mais entre nós, e que gentilmente me deu sinal verde para a tarefa.Com o aval de ambos, levei quase um ano até escolher o melhor caminho para concretizar essa ideia, via mestrado, iniciado em 2013 e concluído em 2015.Foram mais de 30 entrevistas, dias inteiros passados no Centro de Documentação e Memória do Grupo Bandeirantes de Comunicação, aferição de dados, áudios, vídeos e acesso a pesquisas inéditas que o Ibope fornecia à rádio com os índices de audiência do matutino, que comprovam a liderança d’O Pulo entre os jornalísticos do período da manhã. Entrevistados também contribuíram ao fornecer fotos e documentos essenciais para a pesquisa. Algumas imagens raras, nunca antes publicadas, como a do narrador esportivo Osmar Santos, fornecida pela família do falecido jornalista Jair Brito, ilustram esta obra. Nesse período de trabalho na emissora, que me fez 'mergulhar' no encantador mundo da radiodifusão e vivenciar as mais diferentes sensações provocadas pelo imediatismo e agilidade deste veículo centenário e me deparar com boa parte da história brasileira e internacional. Este livro é uma singela homenagem a José Paulo de Andrade, aos que junto com ele fizeram e fazem o programa, a todos os pioneiros do rádio, aos ouvintes e um registro histórico de O Pulo do Gato, um dos principais programas jornalísticos do dial brasileiro. Alô São Paulo! Bom dia Brasil!  (Cláudio Junqueira).

******************************************************

Publicado originalmente no site Terceiro Tempo, em 06/12/2018

'O Pulo do Gato": Livro é lançado em concorrida sessão de autógrafos na capital paulista.  

Por Marcos Júnior Micheletti 

Os jornalistas Claudio Junqueira e José Paulo de Andrade.
Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Salomão Ésper, José Paulo de Andrade e Claudio Junqueira. 
Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

O livro "Esse Gato Ninguém Segura", que retrata os 45 anos do programa "O Pulo do Gato", da Rádio Bandeirantes, escrito pelo jornalista Claudio Junqueira, teve sua noite de lançamento com sessão de autógrafos na noite da última quarta-feira (5), na Livraria Martins Fontes, em sua unidade da Avenida Paulista.

O evento foi um sucesso, com a presença de centenas de fãs do programa que está completando 45 anos interruptos na Rádio Bandeirantes, e contou com a presença, além do autor, de José Paulo de Andrade, apresentador da atração, e também de Salomão Ésper, além de inúmeros outros jornalistas que colaboram ou colaboraram para o programa, que tornou-se uma referência no rádio brasileiro.

A ideia do livro surgiu por parte de Claudio Junqueira, como trabalho acadêmico, que o desenvolveu para sua tese de mestrado, e conta com organização e adaptação de Marc Tawil, pela Editora Letras do Pensamento, responsável também pela distribuição.

Texto e imagens reproduzidos do site: terceirotempo.bol.uol.com.br

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Antigo estúdio de rádio FM


“Quem não se lembra do velho estúdio das primeiras FMs? Uma enorme cartucheira com as músicas e anúncios, além de um velho picape para rodar antigos long-plays e standards em 45 rotações. Hoje, mudou muito...” (Nonato Albuquerque).

Texto e imagem reproduzidos do blog: gentedemidia.blogspot.com